Você realmente sabe o que o seu aluno quer quando se matricula na sua academia?

Se você acredita que ele quer resultado, está certo! Mas de qual resultado estamos falando?

Entregar o que o cliente busca é o caminho do sucesso, certo? 

Mas para que isso aconteça, é fundamental conhecer seu cliente, para entregar o que ele procura. 

A primeira questão é: você sabe o que o seu aluno quer? 

Para ajudar a resolver essa situação, vamos imaginar o seguinte diálogo: 

– O que seu aluno quer quando se matricula?!

– Resultado!

– Qual resultado?

– Ah. Tem vários: emagrecimento, qualidade de vida, prevenção ou reversão de alguma doença (DCNT), aumento da disposição e outras.

Estas respostas serão praticamente idênticas a qualquer que seja a academia e o profissional perguntado – recepcionista, gestor ou professor.

E tem outra coisa idêntica em quase todas as academias: apenas um ou dois profissionais estão preparados para dar as devidas informações e orientações que levem os clientes aos resultados desejados.

Vou te contar um segredo que não deveria ser segredo: ter um excelente programa de treinamento e uma equipe bem preparada não é suficiente para garantir resultados aos alunos!!!

Resultados da atividade física dependem do comportamento do aluno. O programa de treinamento é muito importante, mas é apenas o caminho para chegar ao resultado; quem precisa trilhar este caminho é o aluno.

Então, o que fazer?

Como aumentar os resultados dos alunos?

1. O que todo mundo sabe:

• À academia/equipe técnica, cabe fazer o planejamento de treino, orientar as atividades/exercícios, acompanhar a evolução do cliente e refazer o planejamento em função de resultados parciais.

• Ao aluno cabe seguir manter a disciplina quanto à frequência e intensidade das atividades propostas; e também mudar alguns comportamentos relacionados ao sono e alimentação.

2. O que nem toda academia nem todo profissional sabe:

• Que a disciplina na frequência, na intensidade, no sono e na alimentação dos alunos é de sua responsabilidade também!

É preciso acabar com o discurso fácil de que a motivação tem que ser intrínseca, que o aluno é independente, que ele é responsável pelos seus objetivos, seu propósito, etc, etc, etc.

Muita teoria, muitas desculpas para entrarmos numa zona de conforto e deixar que o aluno seja responsabilizado totalmente pela sua falta de resultados.

Entenda: Os objetivos do treinamento são do aluno, mas o objetivo de manter o aluno na academia, satisfeito, com resultados e fazendo a divulgação com depoimentos positivos é da academia.

Ou não?!?

Esta definição você encontra ao responder a próxima pergunta:

Escolha a frase que mais se parece com o propósito da sua academia ou da sua profissão:

– Levar informações técnicas de alto nível para que cada pessoa tenha a possibilidade de obter os benefícios da atividade física.

– “Promover inúmeros benefícios físicos e psicológicos às pessoas através da atividade física”.

A diferença entre estas duas frases parece pequena na descrição, mas é enorme na ação: ou você e sua equipe se comprometem com os alunos, ou não. É uma decisão, precisa ficar claro para todos, e a partir daí cada um precisa rever suas ações.

Nunca se esqueça disso: “ninguém gosta de treinar, ninguém quer ira à academia; qualquer pessoa (ou pelo menos 95% delas) preferia estar em outro lugar fazendo outra coisa, ao invés de ir à academia, portanto, cabe a você e seu time ajudar o aluno a vencer esta guerra diária e dar mais motivos para que ele esteja na academia com vocês”.

Portanto, aqui vai a conclusão de tudo isso:

“O que seu aluno busca na academia não é um bom programa de treinamento, mas uma grande fonte de incentivo e motivação”.

Desejo que seus alunos vejam em você a companhia ideal com quem eles desejam caminhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *